15
Jan 09
publicado por hoogavermelho, às 11:17link do post | comentar

I – QUESTÃO PRÉVIA



Esta troca de impressões com a Gloriosa Família Benfiquista que tiver a curiosidade de dar uma espreitadela, de aturar a minha escrita e, sobretudo, a paciência de suportar a sua leitura, vai apenas tentar sublinhar1 algumas questões sobre que deveríamos meditar constantemente e pôr em prática, tanto quanto possível. Está muito distante de ser exaustiva. E não é exaustiva por auto tacanhez intrínseca e porque, nestas coisas, sou há muito tempo tão radical, pelo menos, como os amigos do “Geração Benfica” e muitos outros da nossa Gloriosa e Imortal Família Benfiquista2. E, ao ser radical, recuso-me muitas vezes a aprofundar a pesquisa em pasquins que detesto.



II – OS “COBRADORES DO SISTEMA”



Nenhum Benfiquista tem dúvidas de que o alarido de “virgens estupradas” que fedeu a impudicícia frenética da semana passada só tinha por objectivo o relembrar do “aviso à navegação” da “apitadeira” nacional: «manda quem pode, obedece quem tem juízo». Desenganem-se aqueles que julgam que a condenação ao arguido corrupto3 e seu clube foi algo que decapitou e destruiu o “sistema”.

Não foi preciso esperar muito. Ao Benfica foi de novo surripiado, no mínimo, um penaltie. No reino dos “condes e viscondes” de boina na mão à porta das capelinhas bancárias em buscas de uns tostões salvadores, o prémio foi a dobrar. Não bastou que o lance tenha sido em campo aberto, sem aglomerações, tendo apenas como barreira entre eles e os jogadores em acção o providencial e novel ataque de cataratas do senhor do apito e seu comparsa assistente. E lá se foram, não um, mas logo dois foras de jogo branqueados com aquela pinta despudorada que tem sido o apanágio e a marca de série de quem personifica o “sistema”, ou é seu devotado e serviçal serventuário.



III – OS “MORALISTAS”



Seria de uma assombração ingénua pensar que o “sistema” não estivesse bem enroupado de moralismo pacóvio. Por isso, eles pululam por todo o sítio, até mesmo em jantarolas laudativas na Instituição que deve ser o símbolo da soberania democrática de um povo maioritariamente Benfiquista, numa frustratória tentativa de limpar a sujeira já comprovada no plano disciplinar. Não longe deste degradante e indecoroso espectáculo, temos o treinador dos queixumes a esmo, num flagelativo arrependimento de carpideira encomendada. Mas os seus patrões nada disseram ainda, estavam distraídos… Continuamos com “um record de mentiras”4 que, quanto ao Benfica, se apressou a propagandear zelosamente o suposto fora de jogo e agora se limitou, em cabeçalho apropriado de capa, a escrever: «“pé quente de Vukcevic garante vitória do leão”», quando houve no mesmo lance, não um mas dois foras de jogo escandalosos e bem visíveis por toda a gente e mesmo nos confins do Mundo. Pudera, se em tal posição não havia de estar “de pé quente”!… Que pacovice de escrito!...

E que dirá agora o Senhor Machado5 que tão depressa se esqueceu da gaveta onde escondeu e ilegitimamente reteve as válidas decisões do Conselho de Justiça? É uma filial irmã e amiga, claro!

Não vou falar, por agora, no “príncipe do moralismo”, daquele que, gatafunhando, veio escrever que, se os dirigentes do Benfica não reconhecessem o erro do fora de jogo, perdiam a sua credibilidade. Agora, deve ter-se contentado com os bocejos do treinador da filial do Lumiar, que não é dirigente nenhum mas um mero capataz. Para já, deixai o senhor pensar que, em termos creditícios, os outros hão-de forçosamente descer ao seu nível.

Quanto aos já apelidados de “paineleiros” do “sistema”, esses nem o desperdício de uma gota de tinta merecem. Por vezes, até quebram a monotonia com o seu repelente coaxo.



IV – O PODER ECONÓMICO DO SISTEMA



Ninguém duvida de que um sistema tão ramificado6 possa sustentar-se sem um poder económico-financeiro gigante. Os Benfiquistas sabem disto muito bem, até porque foi7 o seu dinheiro que para isso contribuiu na sua maior parte. O que ontem foi escrito no “Geração Benfica” acerca deste poder e suas consequências é a verdade nua e crua. Só enfraquecendo económico-financeiramente o “sistema”, este se conseguirá vencer. Já sabemos que circulam notícias de que o grupo sustentáculo deste poder está em dificuldades, a despedir, ou querer despedir, e a baixar a folha salarial. Creio que são essencialmente efeitos da crise económico-financeira mundial. Por isso, não nos enganemos nem adormeçamos. Pelo contrário, ajudemos a dar a estocada final, não lhes permitindo levantar a cabeça.

Já há muito que imensos Benfiquistas cortaram com esses “subsídios”. Deixaram de comprar jornais do grupo, deixaram de comprar jornais dos que, não lhe pertencendo, dobravam a coluna e veniavam as sua supostamente excelsas aptidões8, calavam as suas diatribes e até as suas batotices, algumas das quais já magnanimamente condenadas. Deixaram de ser assinantes ou subscrever a ZON TV Cabo e qualquer dos seus serviços, nunca gastaram nem gastam um tostão com a Sporttv. Muitos deixaram de acompanhar as nossas equipas aos recintos dos adversários, uma medida que me dói por deixar os nossos atletas sem o nosso constante apoio, mas que é bem feito para os serviçais do poder corrupto.

Há várias maneiras de saber as notícias sem encher os bolsos aos “donos” do futebol corrupto destes longos 30 anos. Em primeiro lugar, o nosso querido jornal “O Benfica”. Agora também a nossa “Benfica TV”. Depois, as imensas notícias que os Benfiquistas, de alma e coração, vão espalhando na internet. Finalmente, uma espreitadela na net e à borla do que dizem os pasquins do “sistema” e seus confrades. Ou uma ida à Sporttv do café9, se bem que, para quem tem Internet, haja sempre outra solução. Ainda ontem vi todo o Benfica-Olhanense em minha casa, sem a ajuda do pasquim da Sporttv.

O Benfica e os Benfiquistas são o ganha-pão do “sistema”, do clube corrupto condenado por tentativa e de todos os seus satélites. Mas, se quisermos, podemos vencê-los. Somos muitos, só é preciso a união do “e pluribus unum”. Atentemos só neste exemplo tão flagrante quanto recente. Não acabámos com a Liga Corrupta de Basquetebol? Foi só o Benfica deixar de a integrar! Clubes que tinham ganho o direito de lá estar, recusaram-na. Se o Benfica não participava, então “passem bem, obrigado”…. Andaram à cata de alguém que pudesse preencher o número. O pior foram as televisões sem assistências, os recintos às moscas, a publicidade a fugir a sete pés, a falta de competitividade, a ruína e a desistência de muitos, deixando os cabecilhas10 a falarem para a sua sombra.

Ai, se fosse possível, económica e desportivamente, mudarmo-nos para o campeonato espanhol, nem que fosse só por umas épocas! Porque os senhores do “sistema”, os já condenados disciplinarmente por tentativa de corrupção e seus sequazes, não querem o Benfica fora do campeonato! Nem sequer o querem na II Liga! Querem-no é fraquinho, de modo que não possa ganhar títulos mas vá enchendo os seus bolsos11.

Só que, Benfiquistas, nós não podemos querer e fazer isto tudo que apregoamos, continuando constantemente a encher os cofres das Ligas e Federações, até agora os apoios institucionais do “sistema”. Todo o jogo em que entra o Benfica, há multa que sai dos cofres deste. Não pode ser, Benfiquistas! Ao contrário do que pretendemos, enfraquecemo-nos a nós próprios e continuamos a engordar o “sistema”! Não se justifica, de modo nenhum! A nossa enorme paixão e devoção pelo Glorioso é Coração e Amor, não é despautério. Não queremos e não podemos ter o triste campeonato da indisciplina dos que devem integrar a Alma Imensa. Se tão Grandes nos tornámos, foi por termos sido sempre Grandes! É o que queremos continuar a ser! Não vamos agora apequenar-nos quando somos o Maior Clube do Mundo, em Almas e Corações a bater e a palpitar de emoções pelo Glorioso.




1 Reforçando o que já tantos consócios e co-simpatizantes adeptos fizeram em prol do nosso Benfica. V.g. também o “Fórum Benfica”, entre muitos outros, em especial comentadores anónimos dos “post.s” Benfiquistas.

2 Conquanto assíduo leitor de imensos blogs benfiquistas, destaco Geração Benfica pelos anúncios contra os meios com que o Benfica e os Benfiquistas enchem os bolsos aos corruptos do futebol português.

3 Não foi só a “cortina de fumo” da notícia do assento do traseiro no banco dos réus, que está marcado para breve.

4 Agradabilíssima nomenclatura do nosso querido e único Jornal “ O Benfica”. Aliás, facto hoje bem comprovado com a notícia das quotas pagas a favor do nosso Presidente e bem desmascarada em “Geração Benfica”.

5 Já não falo no adepto do FCP e por isso, certamente não por acaso, presidente de uma filial que se esqueceu do que em tempos comeu, de como ganhou um jogo ao Benfica, ainda há bem pouco, mesmo para quem tem memória tão curta.

6 A máfia siciliana era capaz de aprender alguma coisa.

7 E, infelizmente, ainda continua em grande parte.

8 Para a, pelo menos até agora, tentativa de corrupção, ou seja, para a batotice futeboleira.

9 Admito sem nenhum rebuço que um Benfiquista com um negócio frequentado pelo público em situação de alguma permanência (v.g. café, hotel) possa perfeitamente ser assinante da Sporttv. Afinal de contas, trata-se do seu ganha-pão.

10 FCP e Ovarense, esta, segundo dizem, com a ajuda dos anafados subsídios camarários.

11 Sei que são políticas de gestão e que têm dado muito bons frutos. Mas tenho pena de que tenhamos de recorrer à Lusomundo para também termos descontos enquanto sócios. Espero que a Benfica TV não pague um preço alto à Olivedesportos para podermos ver, em diferido, os jogos do Benfica. Confio na nossa gestão e que, mesmo aí, ela possa ir buscar “dividendos”






mais sobre mim
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
16

18
19
21
22
24

25
27
28
29
30
31


arquivos
2009

2008

links
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO