13
Mar 09
publicado por hoogavermelho, às 09:56link do post

 

Excelentíssima Senhora
 
 
Não, minha Senhora, não venho recriminá-la.
Não, minha Senhora, venho apenas dizer-lhe que a compreendo e respeito.
 
A Dona Ana Salgado não nasceu em berço de ouro.
A Dona Ana Salgado nasceu no seio de uma família séria e trabalhadora.
A Dona Ana Salgado tem uma família que não vive na opulência.
A Dona Ana Salgado tem três filhos para sustentar, criar e educar.
 
Minha Excelentíssima Senhora, V. Exª agiu impulsionada pela necessidade e pelo sonho de todo o ser humano em ter uma vida melhor, para si e para os seus.
Minha Excelentíssima Senhora, V. Exª teve um momento de fraqueza humanamente compreensível.
 
Excelentíssima Senhora Dona Ana Salgado, não é V. Exª que é a criminosa.
V. Exª, Dona Ana Salgado, agiu por necessidade.
V. Exª, Dona Ana Salgado, agiu aliciada.
 
Criminosos foram e são aqueles que a tentaram e a levaram a ter um momento de fragilidade sabiamente aproveitado.
Criminosos foram e são aqueles que a instigaram a trair os laços sagrados do sangue.
Criminosos foram e são aqueles que se aproveitaram dessa sua fragilidade para tentar encobrir os crimes que, pela necessidade que sentiram de a aliciar ao falso testemunho, possivelmente cometeram.
Criminosos foram e são aqueles que a aliciaram para fugir às malhas da justiça e tentar que os seus actos passassem impunes.
 
 
Excelentíssima Senhora Dona Ana Salgado, não posso recriminá-la.
Excelentíssima Senhora Dona Ana Salgado, há mais alegria no céu por um pecador que se arrepende do que por cem justos que não têm de que se arrepender.
 
 
Excelentíssima Senhora Dona Ana Salgado, temo sinceramente pela sua integridade física e pela integridade física dos seus.
Excelentíssima Senhora Dona Ana Salgado, temo mesmo, sinceramente, pela sua vida e a vida dos seus.
 
Minha Excelentíssima Senhora, confie apenas nos seus entes queridos.
Minha Excelentíssima Senhora, não confie em nenhuma guarda pessoal, mesmo da PSP e, em especial, da PSP do Porto e arredores.
 
V. Exª certamente sabe, ou pelo menos ouviu dizer, das agressões cometidas contra um Presidente de um clube grande da capital, aqui há vinte e poucos anos, mais ou menos.
V. Exª certamente sabe, ou pelo menos ouviu dizer, que essas agressões teriam sido comandadas por um certo guarda Abel, da PSP do Porto.
V. Exª certamente sabe que o treinador Mourinho, mesmo ganhando títulos nacionais e europeus nunca antes ganhos por esse clube, não viajou com a sua equipa acabadinha de se sagrar Campeã Europeia, preferindo fugir.
V. Exª certamente sabe que o mesmo treinador Mourinho diz publicamente que, se quiser deslocar-se a “Palermo”, o tem de fazer armado e rodeado de uma escolta bem apetrechada.
V. Exª certamente sabe da tareia com que foi mimoseado um certo vereador da Câmara Municipal de Gondomar, por ter saído da linha.
V. Exª certamente sabe das ameaças feitas ao jogador Paulo Assunção e à sua família, que o levaram a fugir à pressa para o estrangeiro.
V. Exª certamente sabe que sua irmã gémea, Dona Carolina Salgado, teve de ir viver para longe dessas paragens da invicta e mui nobre cidade do Porto.
V. Exª certamente sabe o que a PSP da mui nobre e invicta cidade do Porto fez aos adeptos do Sport Lisboa e Benfica, no recente jogo com o Futebol Clube do Porto.
V. Exª certamente sabe das agressões de que foi alvo sua irmã gémea, Dona Carolina Salgado, quando saía do tribunal de Vila Nova de Gaia, mesmo rodeada pela PSP daquelas bandas.
 
 
Excelentíssima Senhora Dona Ana Salgado, a senhora demonstrou, logo a seguir ao Dia Mundial da Mulher, que é uma verdadeira Mulher.
Excelentíssima Senhora Dona Ana Salgado, louvo a sua determinação em contar a verdade.
Excelentíssima Senhora Dona Carolina Salgado, presto-lhe homenagem sincera à sua coragem.
 
 
Excelentíssima Senhora Dona Ana Salgado, apresento-lhe as minhas homenagens e os meus mais respeitosos cumprimentos.

Ao ler este excelente post o que me apraz dizer é IMPUNIDADE.

Todos os factos que relatou, que aconteceram e acontecem lá para as bandas do Dragão acontecem porque ninguém é punido.

Saudações gloriosas

Alexandre Miguel

PS - Acabo de ler as palavras de Pinto da Costa no tribunal de Gaia "Juro, é totalmente falso que tenha dado o que quer seja a Augusto Duarte, que ele tenha ido a minha casa para ser influenciado, ...Se não estou a falar a verdade, que caia sobre a pessoa que eu mais amo, a minha filha, todos os males do mundo."
É caso para dizer quem mais jura, mais mente. Espero bem, pela saúde da sua filha, que não haja justiça divina.

am a 13 de Março de 2009 às 15:37

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
14

15
16
17
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


arquivos
2009

2008

links
pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO